Laboratório de Zoofisiologia e Bioquímica Comparativa (LZBC)

O Laboratório de Zoofisiologia e Bioquímica Comparativa (LZBC) conta com completa infraestrutura para os estudos sobre respostas cardiorrespiratórias de vertebrados basais (peixes, anfíbios e répteis) às alterações de variáveis ambientais, principalmente hipóxia, temperatura e contaminantes. São efetuadas análise das variáveis respiratórias (frequência respiratória, volume ventilatório, ventilação branquial, extração de O2 da corrente ventilatória, frequências de respiração na superfície aquática – ASR, respiração aérea acessória e obrigatória) e das variáveis cardiovasculares (eletrocardiografia, frequência cardíaca, pressão arterial e venosa). Também são realizados estudos de contratilidade cardíaca ex vivo, expressão de proteínas, biomarcadores de estresse oxidativo e análises histológicas. Breve descrição dos equipamentos: equipamentos para respirometria de animais de respiração aérea; equipamentos para animais de respiração aquática; equipamentos para protocolos de natação forçada de peixes; câmaras climáticas; equipamentos para medidas cardiovasculares, respiratórias, metabólicas e temperatura de vertebrados; lupa cirúrgica; estrutura de biotérios de experimentação internos e externos para peixes, anfíbios e repteis. A seção de morfologia funcional deste laboratório conta com completa infraestrutura para estudos morfológicos em microscopia de luz, fluorescência e preparação de amostras para microscopia eletrônica de transmissão e varredura como: processador de material biológico, sistema de inclusão, micrótomo, microscópio estereológico Leica, e microscópios biológicos (Olympus BX 51 e Olympus BX61) com sistema de coleta e análise de imagem e infraestrutura para análises bioquímicas como: fotômetro de chama para análise de íons, espectrofotômetro luz visível e UV,  leitora de microplaca- Molecular Devices Spectra MAX M5 Multi-Mode (Molecular Devices, USA)- para leitura em visível, UV, florescência e luminescência e leitora de microplaca Dynex. Atualmente conta também com um laboratório de cultura de células com a infraestrutura básica para cultivo de linhagem celulares não patogênicas. A seção de fisiologia cardiovascular conta com a infraestrutura para as análises de contratilidade cardíaca (banhos termostatizados, transdutores de força, estimuladores e sistemas de aquisição e análise de dados), biomarcadores de estresse oxidativo (espectrofotômetro, centrífugas, agitadores, banho-maria, homogeneizadores, etc) e expressão de proteínas por Western blotting (equipamentos para eletroforese, transferência, shakers, fotodocumentador, etc). 

Responsáveis: Prof. Dr. Francisco Tadeu Rantin; Profa. Dra. Marisa Narciso Fernandes; Prof. Dr. Cleo Alcantara Costa Leite; Profa. Dra. Diana Amaral Monteiro